19°C 31°C
Nova Santa Rosa, PR

Governo espera retomar 14 mil obras para melhorar economia

Serão destinados R$18,8 bilhões para obras de infraestrutura apenas no ano de 2023 para impulsionar a economia

18/09/2023 às 19h00
Por: Redação Fonte: Agência Dino
Compartilhe:
Genebra Seguros - MidJourney
Genebra Seguros - MidJourney

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, em entrevista no mês passado, que o governo vai atuar para retomar 14 mil obras que ficaram estagnadas nos últimos anos. O intuito da iniciativa é gerar empregos e movimentar a economia.

Continua após a publicidade
Anúncio

Os planos do governo, além do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), também envolvem o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) - lançado durante o governo de Michel Temer para aprimorar o investimento de empresas privadas em obras de saneamento ambiental e recursos hídricos, no modal rodoviário, em infraestrutura aeroportuária e mobilidade urbana (como sistemas sobre trilhos e BRTs, por exemplo).

A Casa Civil, inclusive, anunciou o lançamento de um aplicativo para que estados e municípios enviem os dados atualizados sobre os empreendimentos. O foco é saber quais construções têm potencial de recomeçar. "Queremos construir uma base de obras paradas, identificar quais estão em ritmo lento e em qual grau de execução elas estão", sinalizou Maurício Muniz, secretário especial de Articulação e Monitoramento da Casa Civil.

TCU aponta 453 construções paralisadas ou em ritmo lento  

Renan Filho, ministro dos Transportes, confirmou R$ 18,8 bilhões para obras de infraestrutura apenas no ano de 2023. Os recursos vieram através da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) durante a transição de governo.

Contudo, dados apurados pelo Tribunal de Contas da União (TCU) indicam a existência de 453 contratos com obras paralisadas ou em ritmo lento.

Por isso, nos primeiros 100 dias da nova gestão a estimativa foi de retomar ao menos 100 obras em todas as regiões do Brasil. A ação movimentou R$ 1,7 bilhão para entregar 861 quilômetros pavimentados, revitalizados e sinalizados. 72 pontes e viadutos também foram revitalizados no período e outros 670 quilômetros de obras paradas por falta de verbas devem ser retomadas.

Cabe lembrar que o apetite do governo pela retomada dos investimentos estatais em obras de infraestrutura deve aquecer diversos segmentos. ''Além da construção civil, por exemplo, o mercado de seguros ficará aquecido. Isso acontece porque em breve deve passar a vigorar a chamada nova lei das licitações, sancionada em 2021. A medida tem como objetivo modernizar e simplificar o processo de licitação para contratação de serviços e obras públicas no Brasil.'' Reitera, Guilherme Silveira, CEO da Genebra Seguros.

A Lei nº 14.133/2021 substitui a Lei nº 8.666/1993 e traz novidades como a instituição de modalidades de licitação diferentes, a adoção de critérios de sustentabilidade na seleção de fornecedores, a inclusão de dispositivos anticorrupção e a criação de um Portal Nacional de Contratações Públicas. "Além disso, a nova lei estabelece regras mais claras e objetivas para a fase de contratação e para a execução dos contratos, com a previsão de instrumentos como o seguro garantia e a possibilidade de aplicação de sanções mais rigorosas em caso de descumprimento de obrigações", analisou Guilherme.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Nova Santa Rosa, PR
28°
Tempo nublado

Mín. 19° Máx. 31°

27° Sensação
3.18km/h Vento
29% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h18 Nascer do sol
05h55 Pôr do sol
Qua 29° 18°
Qui 31° 19°
Sex 33° 19°
Sáb 32° 20°
Dom 36° 20°
Atualizado às 14h04
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,41 -0,20%
Euro
R$ 5,81 -0,16%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,44%
Bitcoin
R$ 370,949,17 -2,81%
Ibovespa
119,788,47 pts 0.55%
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias