Sexta, 03 de Dezembro de 2021
22°

Poucas nuvens

Nova Santa Rosa - PR

Municípios Cooperagir

Caminhões e equipamentos do programa Lixão Zero serão entregues amanhã (28) em Marechal Rondon

Ato também contará com a inauguração da UVR da Cooperagir, em Marechal Rondon. Secretários do Ministério do Meio Ambiente e de estado estarão presentes

27/10/2021 às 15h25
Por: Redação Fonte: Assessoria
Compartilhe:
Fotos: Assessoria MCR
Fotos: Assessoria MCR

Evento agendado para as 13h30 desta quinta-feira (28), na Cooperagir, em Marechal Cândido Rondon, marcará a entrega de caminhões e de equipamentos provenientes do programa Lixão Zero, desenvolvido em âmbito nacional pelo Ministério do Meio Ambiente. O ato será na Cooperagir, na Linha Esquina Guaíra, próximo do horto municipal.

Estarão presentes na solenidade o prefeito Marcio Rauber; o secretário municipal de Agricultura e Política Ambiental, Adriano Backes; os presidentes da Cooperagir e da Acan, Ivaldi da Silva e Josiane Oliveira; o secretário de Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, André França; e o secretário de estado de Desenvolvimento Sustentável e de Turismo, Márcio Nunes.

O engenheiro ambiental da Secretaria Municipal de Agricultura e Política Ambiental, Marcos Chaves, enaltece que Marechal Rondon apresentou um projeto por meio do Departamento de Meio Ambiente no ano de 2019, tendo sido contemplado com R$ 2,3 milhões.

“Estes recursos são investidos em equipamentos para a UVR (Unidade de Valorização de Recicláveis) e às associações de catadores, com a compra de caminhões e de equipamentos de compostagem. Alguns estão em uso, a exemplo dos caminhões na coleta de reciclável, enquanto outros equipamentos estão sendo adquiridos, como contentores, caminhão para compostagem, trituradores e peneira rotativa”, explica.

Na ocasião, também será inaugurada a UVR da Cooperagir, reformada através de convênio com a Itaipu Binacional. “Isso possibilitou a construção de um prédio para ampliar a segurança e a eficiência nos trabalhos da equipe da Cooperagir”, menciona ele.

Eixos

Chaves lembra que um dos caminhões da coleta seletiva foi conquistado por meio de convêniocom o estado do Paraná. “No barracão da Acan, também viabilizado com recursosdo estado, serão instalados equipamentos. Nós pretendemos apresentar o que foi investido e o que está por vir em relação à melhoria dos trabalhos envolvendo os resíduos sólidos”, frisa o engenheiro.

Conforme ele, três eixos são adotados no que tange aos materiais recicláveis. “O primeiro é o da coleta seletiva feita pelas associações. O segundo é o da unidade de triagem, com esteiras e prensas para o dia a dia na reciclagem. O terceiro eixo se refere ao resíduo orgânico, uma novidade, no qual está sendo elaborado projeto para iniciar a compostagem. Neste caso, o rejeito vai para o aterro, o reciclável é separado pelos cidadãos e as associações recolhem, enquanto o orgânico com restos de alimentos e de galhos trituradosserão levadosao pátio de compostagem anexo ao horto municipal. Isto vai propor maior eficiência na gestão do resíduo, diminuindo o lixo enterrado e, especialmente, reduzindo o dano ambiental, ou seja, contribuindo à preservação do meio ambiente”, conclui.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias