Quinta, 28 de Outubro de 2021
24°

Poucas nuvens

Nova Santa Rosa - PR

Educação Nova Santa Rosa

Alunos do Ensino Médio do Colégio Gaspar Dutra tem palestra com jornalista sobre ‘notícia’

A professora de Língua Portuguesa, Viviane Bezerra, trabalhou o gênero textual “notícia” e abordou a imparcialidade, objetividade e clareza, processo de escrita/edição, checagem dos fatos, fake news, entre outros

11/10/2021 às 16h29 Atualizada em 19/10/2021 às 01h07
Por: Redação
Compartilhe:
Fotos: A Gazeta Web
Fotos: A Gazeta Web

Os alunos do Colégio Estadual Gaspar Dutra, de Nova Santa Rosa, das turmas do segundo e terceiro anos matutino e vespertino, tiveram uma atividade diferenciada na disciplina de Língua Portuguesa, da professora Viviane Bezerra, que trabalhou o gênero textual “notícia”.

Ela abordou temas como a imparcialidade da imprensa, objetividade e clareza nas notícias, processo de escrita/edição da notícia; processo de divulgação e checagem dos fatos; jornalismo impresso e online; fake news; e aspectos do trabalho do Jornalista Profissional Diplomado.

Professora Viviane Bezerra (dir.) com o jornalista Marcos Elieser no Colégio Gaspar Dutra. Foto: A Gazeta Web

Por isso, para encerramento das atividades do gênero textual “notícia”, a professora Viviane convidou o jornalista Marcos Elieser para uma palestra, que se desenvolveu e evoluiu para um diálogo aberto com os alunos, no dia 30 de setembro, com as turmas da manhã, e no dia 5 de outubro, com as turmas do vespertino.

Foto: A Gazeta Web

Sobre notícia

Durante os encontros com as quatro turmas, foram abordados os temas propostos, esclarecendo dúvidas dos alunos sobre a diferença entre “notícias”, que tem abrangência, atualidade, interesse público e relevância social, e fatos sensacionalistas, publicados como se fossem notícias, mas que visam apenas garantir mais cliques para um site, sem oferecer qualidade na escrita ou no conteúdo.

“Isso tem acontecido cada vez mais, porque atualmente, com a legislação vigente, qualquer pessoa pode colocar um site no ar e começar a publicar informações, como notícias, por isso existem tantos textos mal escritos e especulativos, sem relevância, sensacionalistas, parciais e sem nenhuma preocupação com a checagem dos fatos”, enfatiza o jornalista. “Embora existam jornalistas formados que também caem na vala comum do sensacionalismo”, explica.

Foto: A Gazeta Web

Fake news

Os alunos questionaram também a checagem dos fatos e porque algumas notícias se mostram falsas. “São duas as razões principais dessa falta de respeito com o leitor/internauta: uma é o amadorismo, uma vez que muita gente sem formação ou qualificação necessária está posando de jornalista quando não é; a outra é a irresponsabilidade de publicar informações sem verificar a verdade dos fatos só para publicar primeiro; e isso até jornalistas formados fazem”, lembra.

Porém, tudo piora, segundo ele, quando essas duas situações ocorrem no mesmo veículo de comunicação. “Quando o amadorismo e a irresponsabilidade se juntam, ao invés de informar, esse tipo de veículo de comunicação, acaba desinformando a população”, ressalta Marcos Elieser, que conversou com as turmas sobre diversos outros temas abordados durante as aulas da professora Viviane Bezerra.

Currículo

O jornalista Marcos Elieser é formado em Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo, pela Universidade de Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul, desde 2002, com pós-graduação pela Univel, de Cascavel, sendo Especialista em Assessoria de Imprensa e Comunicação Empresarial, além de ter sido professor de faculdade no curso de Jornalismo da Fasul, atual FAG Toledo.

Ele também conta com mais de 20 anos de atuação na área, passando por diversos cargos em veículos de comunicação e setores do poder público, tanto no Rio Grande do Sul, como em municípios do Oeste do Paraná, como Nova Santa Rosa, Maripá, Marechal Cândido Rondon e Cascavel. Atualmente é o jornalista responsável no site de notícias A Gazeta Web.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias